logo
Swing troca de casais Portugal

A maior comunidade Swinger em Portugal

Swinger Community & Lifestyle

Membros Próximo de Si em Portugal
Login

 

Controle de Privacidade

Configurações de privacidade personalizadas permitem-lhe compartilhar o que você quiser, com quem quiser, quando quiser. O controle é seu.

 

Certificação de Perfil

O nosso sistema de acesso restrito garante que todas as contas activas estão sujeitas à certificação de perfil e que o mesmo existe.

 

Gestão de Membros

Controlo total das listas de amigos e de favoritos, convites, validações, fotos privadas, com a privacidade total sobre o que partilha e com quem o partilha.

 

Páginas de Lifestyle

Encontre clubes, eventos, speed dates, anúncios de pessoas em viagem perto de si e convites para encontros privados…o que procura, nós temos.

 

Validações

As validações adicionam um cunho à descrição do perfil do membro validado, reflectindo opiniões dos membros que conheceram pessoalmente.

O que é o Swing?

Enquanto algumas pessoas preferem ter experiências sexuais com o mesmo parceiro, os swingers gostam de ter novas experiências sexuais com outros casais. O swing não é nada mais do que a prática de sexo social consentida, onde são exploradas as fantasias e os gostos pessoais de um casal.
Assim, apesar de convencionalmente o swing ser praticado entre pares, por preliminares e troca de carícias com outro casal, sem coito (soft swing) ou com um envolvimento sexual completo (hard swing), podem existir variações, adicionando apenas uma pessoa, desenhando uma ménage a trois, em grupo, ao estilo orgia romana, ou envolver apenas um dos elementos do casal.
Independentemente das variáveis que possam existir, desde que haja acordo entre os envolvidos, todas as experiências são válidas entre swingers. O swing é um espaço de descoberta baseado no respeito mútuo, que procura proporcionar aos casais a concretização das suas fantasias com toda a privacidade.
Tudo depende da fantasia que pretende realizar e até onde está disposto a ir.

A vida de um casal swinger

A dúvida paira no ar de todos os iniciantes à prática de swing. Porque surge o interesse ou a necessidade de um casal conhecer novas experiências sexuais com outros parceiros? Como é que vive um casal de swingers? Até onde posso explorar a minha sexualidade sem comprometer a minha relação?
Ao contrário do que muitos possam pensar, o swing é uma prática liberal mas discreta e reservada. Normalmente os swingers são casais entre os 35 e os 40 anos de idade, já com uma relação estável e com filhos. Têm um nível intelectual elevado e ocupam cargos profissionais respeitados. São pessoas viajadas, que exploraram várias culturas, hábitos e convenções.
Há vários motivos que podem levar um casal a iniciar-se no swing, sendo um dos mais comuns a quebra com a monotonia que se instala numa vida a dois ao fim de algum tempo de relação.
Se a monotonia ao nível sexual é o que leva, muitas vezes, os casais a optarem pelo swing, rapidamente percebem que a quebra de monotonia vai muito além da vida sexual. Os swingers acabam por poder usufruir de uma vida paralela, onde vivem o melhor de dois mundos. Têm uma vida de sucesso e preenchida com um núcleo de amigos, colegas e família em comum, que não conhecem a prática de swing no casal e, partilham a suas experiências conquistando novos amigos na sua vida enquanto swingers onde exploram em conjunto a sua vida sexual.
Na sua essência, o swing assenta numa relação de confiança, respeito e compromisso entre casais liberais que pretendem explorar a sua sexualidade sem envolvimento de sentimentos amorosos.
Desta forma, a transparência e a comunicação entre o casal são essenciais para preencherem as necessidades sexuais de cada um sem comprometer a sua relação amorosa. Este estilo de vida tem as suas próprias regras e limites, não só entre o casal mas também para com a restante comunidade, o que faz com que a comunicação, respeito e definição de regras sejam palavras de ordem.

Entrar no mundo do swing

O swing pode ser uma das formas mais íntimas e reveladoras da maturidade de um casal. No entanto, a transparência e a comunicação são essenciais para preencherem as necessidades sexuais de cada um, sem comprometer a relação amorosa. Muitos casais reforçam que o swing fortaleceu as relações que tinham. Mas nem tudo são rosas, e as fragilidades das relações são rapidamente postas a descoberto quando não se tem 100% certeza do passo que se está a dar.
Antes de se iniciarem no mundo do swing há uma série de questões que deverão esclarecer entre si. Conseguem distinguir amor de sexo? Estão preparados para ver o seu parceiro a ter satisfação sexual com outra pessoa? Sentem os dois a mesma curiosidade e interesse? Até onde estão dispostos a explorar a vossa liberdade como casal?
Depois de perceberem se o swing é indicado para a vossa vida enquanto casal, a melhor forma de entrar neste universo é a partir dos websites e comunidades online de swingers. Só em Portugal, existem mais de 75.000 pessoas registadas que procuram partilhar experiências entre casais ou em adicionar mais uma pessoa na sua relação sexual.
Mesmo sem conhecer estas pessoas diretamente, pesquisem os seus perfis inicialmente para procurar interesses em comum. Aqui podem encontrar-se casais com interesses idênticos, partilhar fotografias, conversar e obter informações sobre tudo o que se relaciona com este estilo de vida. Podem iniciar uma conversa com alguns casais geograficamente perto e que vos suscite empatia e curiosidade, para marcar um café ou um jantar.



Porquê Registar-me?
Ainda não é membro? Registe-se agora! - Quero saber mais sobre Swing

O SwPt é o site da comunidade Swinger mais activo e em mais rápido crescimento em Portugal. A maioria dos membros são casais heterosexuais, mas, e porque nos consideramos uma comunidade liberal, perfis de singles femininos, singles masculino e transexuais estão igualmente presentes no site.

 

O SwPt disponibiliza um serviço de rede social, único e exclusivo para o “Swing Lifestyle”, que pretende servir a Comunidade, fornecendo informação sobre a mesma, permitindo a comunicação e a partilha de informação entre os seus membros, e como tal, promovendo a divulgação, o estilo de vida, a ideologia e o gosto pelo Swing.

 

O SwPt permite que os seus membros construam um perfil personalizado e único online, com a sua informação pessoal como uma descrição, fotografias, músicas e vídeos, e dá-lhe a capacidade de o gerir e de organizar a sua rede de contactos através de várias ferramentas de definições de privacidade. Os membros dispõem de um serviço de emails e mensagens, de um chat para conversar e conhecer outros membros da comunidade Swinger e de informações sobre Eventos, convívios, festas e outros encontros, quer particulares quer promovidos pelos vários Clubes de Swing.

 

O SwPt disponibiliza assim uma extensa galeria de perfis e fotografias pessoais, e também funções de Speed Date e Convites, anúncios de deslocações de membros em viagem, Blogs, um sistema de anotações pessoais, envio de convites exclusivos e um portal de viagens.

 

Venha viver as suas fantasias e descubra um mundo de sedução, de erotismo e de prazer, torne-se um membro activo desta comunidade e apimente o seu Relacionamento,
registe-se agora!

 

Chat

O nosso chat completamente renovado vai entretê-lo horas a fio! Divirta-se e faça novos contactos!

 

Fests & Eventos

Contas de Clube podem criar e partilhar as suas festas e eventos, bem como divulgá-los e convidar outros membros a participarem neles.

 

Fotos & Álbuns

Pode criar os seus próprios álbuns e definir os respectivos direitos de acesso. Algumas contas podem ter um número ilimitado de fotos. O controle é seu.

 

Viagens & Speed Date

Vá de viagem ou fique disponível para encontros em cima da hora, publique-o e os outros membros serão informados e podem entrar em contacto consigo.

 

Lifestyle Google Map

Quem está perto de mim? O que está perto de mim? Encontre o que precise no nosso mapa Lifestyle.

Frequentar os Clubes de Swing

Os clubes de swing são bares como quaisquer outros que tenham visitado mas que além de uma área social onde os casais se podem conhecer, beber um copo ou dançar, têm áreas privadas, normalmente compostas por salas, corredores, labirintos ou quartos para a troca de casais. O acesso é livre e todos podem participar ou observar, desde que cumpram os códigos de comportamento desse Clube.
À semelhança de qualquer outro tipo de bar ou espaço, é importante perceber que cada Clube tem as suas regras e o seu ambiente. Na dúvida, lembre-se sempre que quanto maior forem as restrições à entrada, maior serão as políticas de conduta e reserva do Clube. Existem Clubes que só permitem entrada por convite, outros que apenas aceitam a entrada de casais, os menos reservados permitem também a entrada de pessoas solteiras.
Como em todo o lado, o bom senso é fundamental num clube de swing. Ao contrário do que se possa pensar, frequentar um Clube de Swing não implica que os casais tenham que trocar de parceiros. Muitos casais visitam um Clube porque se sentem confortáveis naquele ambiente, para beber e conversar com o núcleo de amigos que conheceram no meio. Outros vão por voyerismo, para dançarem ou aguçarem o seu apetite sexual num ambiente onde as desinibições ficam à porta.
Quando pretendem fazer a troca de casais, existem algumas regras que, apesar de nem sempre serem cumpridas, são conhecidas por toda a comunidade e que deve ter sempre em mente.
A primeira regra no swing é o respeito pelos outros. O objetivo principal de toda a gente é divertir-se e por essa razão a palavra “não” é levada muito a sério. As abordagens devem ser subtis, ninguém é obrigado a participar em alguma coisa com que não se sinta confortável.
Outra regra comum à comunidade swinger é serem as mulheres a abordar o que podem ou não fazer assim que decidem entrar para um espaço privado. Esta conversa é feita preferencialmente quando todos os membros do casal estão presentes. Nos Clubes em que é permitida a entrada a singles, deverá ser o casal a abordá-lo e não o contrário.
Antes de visitar um Clube de Swing é sempre importante consultar as suas regras ou perguntar ao casal que o convidou que tipo de clube, qual a sua política de conduta, se existe nesse dia alguma festa temática que implique um dress code específico.

Turismo para swingers

Em todo o mundo existem destinos exclusivos para swingers. Um dos locais mais procurados é a luxuriosa cidade costeira de Cap d'Agde, em França. Um espaço fechado com praias privadas, marina, hotéis, restaurantes e mais de 20 clubes com festas diárias que reúnem até 6000 casais por noite.
Fora de terra, realizam-se por ano cerca de 10 cruzeiros com capacidade para mais de mil casais por viagem. Também nestes casos, o acesso é restrito, as festas são permanentes e o ambiente é descontraído, liberal e sensual.

A História do Swing em Portugal

Em Portugal, o swing é ainda um tema proibido para muitos, mas já um estilo de vida assumido para outros.
Apesar de ser uma prática recorrente que se dissipou com a introdução da educação católica nas comunidades, o swing volta a gerar a curiosidade de uma dezena de casais em Portugal, em meados de 2000, num pequeno clube em santos-o-velho, onde tudo se passava ainda nas sombras da noite, em casas alugadas em locais recônditos.
Com uma mudança súbita no estilo de vida dos casais, cada vez mais centrados numa relação com enfoque na experiência, liberdade e confiança, a comunidade de swingers cresce rapidamente, assim como os espaços com ambientes e decorações sensuais e glamorosas, um pouco por todo o país.
Em 2006 abre, em Lisboa, um dos mais famosos clubes de Swing em Portugal, inspirado no melhor que se fazia no mundo. O XClube alargou os horizontes aos casais mais liberais e rapidamente passou a ser um dos clubes de swing com maior número de casais de toda a europa.
O que começou por ser um tabu, com encontros ocasionais envoltos em secretismo, rapidamente cresceu e, por todo o território nacional abriram espaços preparados para receber mais de uma centena de casais por fim de semana com discotecas, salas lounge, zonas privadas, glory holes, salas comunitárias, labirintos, cinemas e diversos espaços temáticos.
Com o crescimento da comunidade swinger em Portugal, surge cada vez mais a necessidade de um contacto inicial entre casais. Um local onde possam encontrar pessoas que partilhem os mesmos interesses e fantasias, tornando-se a Internet a porta de entrada para a comunidade swinger.
Em 2006 começam a aparecer os primeiros sites dedicados ao tema como o (www.casaispt.com) e, em 2009, a necessidade de uma rede social exclusiva para os casais abre portas ao projeto www.swpt.org que conta atualmente com mais de 75.000 registos.