logo
Ver post

Escapadinha natura

(...)

O nosso melhor ansiolítico, é a fuga da rotina a dois. Nestas alturas, momentos menos felizes e de pressão intelectual, existe uma maior carência um do outro. Decidimos agendar um dia de semana, acordar e preparar tudo, como se um dia rotineiro se tratasse, mas seguir pela estrada e fugir por umas horas. De autênticos olhares e sorrisos traquinas, observamos as caras aborrecidas e sonolentas de quem enfrenta o trânsito para ir trabalhar.

Viajamos no sentido oposto, despertos e de boa disposição. A manhã estava fresca mas o sol tornou-a radiante. Ficamos muito confortáveis no carro, aquecidos pelo sol de inverno e o vestido e camisola de lã. A rádio sintonizada no bom humor e nenhuma preocupação na mente.

Depois de um bom pequeno-almoço á beira-mar, umas compras por um mercado de rua, somos genuínos enamorados aos olhos de quem nos observa a passear por umas das vilas que tantas memórias nos traz. Decidimos colocar os pés na estrada para mais uns quilómetros de boa conversa. Falou-se de tudo um pouco, desde planos futuros, emoções, preocupações mas também bons momentos e lembramos todas as aventuras recentes. Depressa os temas aquecem os ânimos e a libido.

Ao fim de breves minutos em silêncio a lembrar as últimas palavras, dou por mim a idealizar travessuras. Olhei-te e perguntei: "Vamos brincar?"

Sorriste em cumplicidade e apenas disseste que já adivinhavas esta pergunta. Não adiantei o tipo de brincadeira mas começo uma espécie de acrobacias sob o vestido. Dispo o soutien vermelho e disponho-o no tablier. Comentamos se o riso do motorista do camião seria pela minha proeza e as gargalhadas intensificam-se.

Na realidade, já no mercado tínhamos iniciado este jogo. A caminhada fez-me sentir mais calor do que o previsto e apeteceu-me despir as meias entre carrinhas estacionadas.  Agora esse feito foi aproveitado para também despir a calcinha facilmente e dispor ao sol para os teus olhos e apurares o olfacto. Nessa altura, as hormonas atingiram os píncaros, e as provocações aumentam. Sem que nada combinássemos o carro assumiu a melhor rota para terminar a manhã em pleno. Ou então... já o planeavas sem nada me dizer.

Embrenhamo-nos pela mata de território protegido. O perfume a pinheiro misturado á maresia trás imensas recordações da nossa paixão. Preciso sempre de uns minutos para saborear este aroma. Aproximas-te por trás e cheiras-me o pescoço sussurrando: "cheiras muito melhor agora!". Iniciámos um beijo quente e longo, autêntico bailado de línguas. Sinto o teu tesão crescente sob as calças e decido deliciar-me com ele. Baixo-me lentamente e adivinhas a minha intenção.

O sol atingiu o pico da hora de almoço e nós em pleno festim. Nesse interím, despi o vestido, permitindo aos raios aquecerem-me mais a pele. Deixei o lenço esvoaçar aos movimentos e ás brincadeiras. Inspiro o teu odor, o perfume natural da zona e aprecio-te a ti e ao espaço onde estamos. Verdadeiro momento feliz, aquele.

Peço-te que sentes num dos troncos cortados. Galgo no teu colo, encaixando o teu pau na minha fenda húmida. Somos um só, bem unidos em cavalgadas.

Determinados em prolongar o acto, passeamos desnudos por entre a vegetação. Possuídos pelo desejo, experimentamos posições, até voltarmos perto do carro de novo. Abriste a porta e pedis-te para deitar no banco. Saboreaste-me como tão bem o fazes e no momento em que o corpo convulsionava em tesão, penetraste-me forte. Eu quis mais! Desafiei-te sem utilizar palavras. Ofereci-te o botão rosa e explodimos em uníssono selvaticamente.

(...)

Ler a versão complete em:

http://volupialunar.blogspot.com/2018/02/escapadinha-natura.html

meigos_e_abusados 06.06.2018 0
Comentários
Filtrar: 
Resultados
 
  • Ainda não há comentários
Informação
flag meigos_e_abusados

Porto

 40  36
06.06.2018 (18 dias atrás)
Votar
0 Votos
Acções
Categorias
Entertainment Blogs (20 posts)
Holidays (1 posts)
Tags
Vazio