logo
Ver post

Porfia da cueca - parte 2
O frenesim estava instalado! Foram 15 dias de animação. Havia borboletas no ventre e sorrisos rasgados. As picardias e desafios eram constantes entre todos. Até Xana, a mais inibida, se mostrava um pouco mais agora nas teclas. Houve muita gargalhada e era essa a maior expectativa para a assembleia: um serão rico de alegria e animação. O desafio constante entre mim e Leo exigia que de vez em quando a seriedade emergisse. Surgia a necessidade de salientar que podia não haver swing, uma forma de controlar a tesão crescente.
 
A porfia da cueca lançada por Leo deixava-me ligeiramente apreensiva. Não sabia mais se ele falava sério ou se era mera provocação. Não imaginava o menino indomável elevar a rebeldia a tal. Tinha-se instalado um paradoxo na minha mente. Ir nua, mesmo que fosse no interior, não fazia sentido! Era ceder, disponibilizar de forma fácil! Despida em frente a estranhos fazia-me sentir frágil de forma absurda. Por outro lado havia uma certeza: não queria desistir! Depressa consegui uma assunção de compromisso!

Entretanto, a festa escolhida também se revelou um foco de incentivo à libido. Máscara e capa era a indumentária estabelecida pelo clube. Uma espécie de réplica da famosa "Eyes Wide Shut". Por casa estávamos entusiasmados pela nova experiência. Imaginar a sensualidade do momento era muito afrodisíaco. Apesar da plena noção de nada ser obrigatório decidi investir numa lingerie adequada. Um corpete iria ser a peça ideal por baixo da capa, se a minha desenvoltura me surpreendesse para tal.
O dia chegou. Estamos mais ansiosos do que alguma vez estivemos. Refreamos um pouco os animos durante a manha nas teclas mas há uma inquietude interna difícil de desvalorizar. Há uma mescla de emoções e adrenalina constantes.Quero muito esquecer as expectativas porque essas são origem de decepções, mas é extremamente complexo!

O alvoroço das borboletas recomeça quando se inicia viagem. Autênticos putos eufóricos, assim nos sentimos. O mais que tudo acredita na porfia e vai sem boxers. Eu toda aprumada de vestido justo, mais curto do que o que me lembrava o que fez com que voltasse atrás para colocar na mala umas leggings. Afinal vamos a um restaurante e não quero ser alvo de olhares censuradores. Alex, o fautor do encontro, reacende a provocação com uma foto da Xana, enquanto nos esperam. Prontamente respondo na expectativa do retorno de Dora. Mais um arquétipo das provocações dos últimos dias.
 
Continue a ler em
 
meigos_e_abusados 15.03.2017 0
Comentários
Filtrar: 
Resultados
 
  • Ainda não há comentários
Informação
flag meigos_e_abusados

Porto

 35  39
15.03.2017 (195 dias atrás)
Votar
0 Votos
Acções
Categorias
Entertainment Blogs (15 posts)
Holidays (1 posts)
Tags
Vazio